22.9.04

Cravos


Mandar-te-ei uma braçada de cravos — amarelos e vermelhos — para que, antes do fim, percebas que mesmo o mais imenso amor não é eterno.

Comentários:1

Blogger Barbant said...

Uma lástima!
Alfabeto é não só seu melhor blog, como um dos melhores que há.
E só eu é que recebi de verdade seus cravos. Apesar de tudo.
Voltaremos a encontrar-nos.
Quando chegar à letra "P" e às palavras "petulância" e "poligrafia".
Se você, como parece, não quiser que seja antes.

6:30 AM  

Postar um comentário

<< Home