28.6.05

Felipe K. Sudo


O gato (3)

Não sei que intensa magia
ou se é apenas
pela arte de um
(buliçoso)
instinto medonho
que da fera recorre-me
traçar sua geometria
—solto manto
a cair
(ricamente)
sobre o molho de ossos,
músculos,
oblíquos olhos:
piscinas cor-de-água.

Que seja, enfim,
à conta da irresistível
sedução que só
ele finca
de um certeiro
ronronar deliberado
que a alma atiça
e do gato só se deseje
a sua forma exata.


leia mais Felipe aqui.


Comentários:2

Blogger Basket said...

Bon jour. Le temps amer que je vois.

Chercher le temps et quelques comment terrien ici.

Blog agréable.

Je devrai revenir plus tard.

7:39 PM  
Blogger Hunt and Fish said...

Good post

11:08 PM  

Postar um comentário

<< Home